Grupo dono do Sheraton Cascais e Pine Cliffs está a recrutar e conta com 260 novas vagas!

O Grupo pretende reforçar as equipas em áreas como receção, concierge, cozinha, bares e restauração, housekeeping, spa, manutenção, entre outros, para três unidades hoteleiras.


A United Investments Portugal (UIP), membro do Al-Bahar Investment Group e nome de suporte ao Pine Cliffs Resort, Sheraton Cascais Resort, a premiada marca de wellness e spa, Serenity – The Art of Well Being e do Hyatt Regency Lisboa, com abertura prevista para o último trimestre de 2020.

Com um desenvolvimento emblemático, o Pine Cliffs Resort tem sido o ponto de referência para todos os projetos do grupo, combinando excelentes oportunidades de investimento no imobiliário e produtos de propriedade de férias com experiências de luxo.

A UIP é também acionista do Yotel Hotel Group, marca que ocupa o primeiro lugar no Top 9 dos “Leading Hotel Technological Brands” com hotéis em Nova York, São Francisco, Boston, Singapura, Europa e, mais recentemente, Istambul.

Poderá consultar as vagas aqui.

Farmodiética está a recrutar e a remuneração é acima da média! (Viseu, Porto, Braga/Guimarães)

Farmodiética está a recrutar e a remuneração é acima da média! (Viseu, Porto, Braga/Guimarães)

  

Imagem relacionada

A Farmodiética existe desde 1985 e oferece propostas de saúde e bem-estar assentes na qualidade.



Todos os produtos desta empresa são produzidos em laboratórios farmacêuticos, cujos procedimentos obedecem aos padrões de qualidade sempre credenciados com GMP – (Good Manufacturing Practices).

Dispõe de uma equipa técnica com farmacêuticos e nutricionistas que apoiam na pesquisa, elaboração, desenvolvimento e no apoio pré-venda dos seus produtos e serviços.

A Farmodiética é uma empresa nacional de referência a criar soluções de saúde e bem-estar, que opera em diversos canais de distribuição em Portugal e além-fronteiras.

A Farmodiética opera através de distribuição de suplementos alimentares, alimentação saudável, dispositivos médicos e, mais recentemente, distribuição de medicamentos. A Farmodiética presta também serviços de nutrição clínica e nutrição especializada em emagrecimento através de profissionais de saúde credenciados, de acordo com normas estabelecidas pelo programa de que é proprietária, Método 3 Fases.

Ao longo dos anos, a Farmodiética tem vindo a desenvolver novas áreas de atuação que tenham em vista cumprir a sua missão. Da mesma forma, continua em busca de soluções inovadoras dentro e fora dos atuais canais de distribuição.

A Farmodiética acredita que o melhor serviço e os melhores resultados se obtêm com elevados padrões de qualidade, promovendo o desenvolvimento de uma equipa dinâmica, com bons níveis de conhecimento e formação. A sua estrutura inclui um Departamento de qualidade, um Departamento Técnico com 5 farmacêuticos para garantir a inovação e o rigor dos seus produtos e um Departamento de Nutrição com 24 nutricionistas que colaboram no desenvolvimento técnico-científico do Método 3 Fases, bem como asseguram a melhor formação dos mais de 200 nutricionistas que diariamente ajudam a população.

Trabalhar na Farmodiética significa trabalhar com ambição em fazer mais e melhor, onde é valorizado o sentido de responsabilidade, o trabalho em equipa, a integridade, a honestidade e a confiança.
    Pode concorrer ás diversas ofertas disponíveis, aqui.

    Hospital de São José aceita candidaturas para Administradores, Assistentes, Enfermeiros, Informáticos, Técnicos, e outros

     

    Em 1844 o Hospital de S. José anexa o primeiro de uma longa lista de hospitais 


    O antigo Hospital Real de São José e actual Hospital de São José sucedeu ao antigo Hospital Real de Todos os Santos, que teve o seu arranque a 15 de maio de 1492. Contou com a presença do Rei D. João II, na altura do seu quadragésimo aniversário, apenas três anos antes da sua morte em Alvor.

    A sua inauguração ocorreu nove anos mais tarde, no reinado de D. Manuel I, em 1501. A obra esteve a cargo do Mestre das Obras do Reino, o arquitecto Diogo Boitaca. Situava-se no Rossio, ocupando a área da actual Praça da Figueira.

    Só mais tarde e fruto da destruição do primeiro e resultado da fusão de pequenos hospitais este se desloca para o espaço do Colégio de Santo Antão, dos jesuítas entretanto expulsos, e a sua nomenclatura ficou determinada pela denominação comum aos que se juntaram como - de Todos os Santos (Omnia Sanctorum). Foi também "Hospital Real" e, simultaneamente, Hospital dos Pobres. As letras O e S mantêm-se até hoje no símbolo que representa a instituição.
    Se gostavas de fazer parte desta equipa, faz a tua candidatura na página de recrutamento.

    Gostavas de trabalhar no Hospital de São João? Novo procedimento concursal em aberto

     

    O Centro Hospitalar Universitário de São João (CHUSJ) localiza-se na cidade do Porto


    O Centro Hospitalar Universitário de São João (CHUSJ) localiza-se na cidade do Porto e presta assistência direta a população das freguesias do Bonfim, Paranhos, Campanhã e Aldoar, dentro do concelho do Porto, bem como aos concelhos da Maia e Valongo.

    Atua igualmente como centro de referência para os distritos do Porto (com exceção dos concelhos de Baião, Amarante e Marco de Canaveses), Braga e Viana do Castelo.

    O CHUSJ atua ainda como referência para áreas geográficas mais alargadas, no contexto das Redes de Referenciação Hospitalar, ou mesmo para áreas mais alargadas em áreas específicas de ponta, em que atua como referenciação de excelência para doentes de diversas outras áreas geográficas.

    A atividade gestionária do CHUSJ estrutura-se em níveis intermédios de gestão. As estruturas intermédias de gestão agregam serviços (os quais podem ser organizados em unidades funcionais) e unidades orgânicas que de forma articulada contribuem para a prossecução dos objetivos estabelecidos.

    O Centro Hospitalar Universitário de São João (CHUSJ) tem como missão prestar os melhores cuidados de saúde, com elevados níveis de competência, excelência e rigor, fomentando a formação pré e pós-graduada e a investigação, respeitando sempre o princípio da humanização e promovendo o orgulho e sentimento de pertença de todos os profissionais.


    Ser o exemplo na prestação de cuidados de saúde ao nível nacional e internacional, com uma perspetiva de crescimento sustentável, comprometimento, sentido de mudança e diferenciação, ambicionando a criação de valor para todos os seus públicos tornando-se a marca referência no setor da saúde.


    O Centro Hospitalar Universitário de São João, EPE pretende constituir uma reserva de recrutamento para o exercício de funções de Técnico Superior, em regime de contrato individual de trabalho, correspondente a uma carga horária semanal de 35 horas, para integrar no Serviço de Inteligência de Dados.


    O Centro Hospitalar Universitário de São João, EPE pretende constituir uma reserva de recrutamento para o exercício de funções de Técnico Superior – Biologia, em regime de contrato individual de trabalho, correspondente a uma carga horária semanal de 35 horas, para integrar a Unidade de Medicina da Reprodução.


    O Centro Hospitalar Universitário de São João, EPE pretende constituir uma reserva de recrutamento para o exercício de funções de Técnico Superior das Áreas de Diagnóstico e Terapêutica – Análises Clínicas e Saúde Pública, em regime de contrato individual de trabalho, correspondente a uma carga horária semanal de 35 horas.

    Podes consultar as vagas e fazer a tua candidatura aqui.

    Hospital de Dona Estefânia aceita candidaturas em várias áreas e todos podem concorrer

     

    O Hospital de Dona Estefânia aceita candidaturas



    O Hospital de Dona Estefânia (HDE) MHM, localizado em Lisboa, Portugal, é a unidade de referência em pediatria para a zona sul do país e ilhas, tendo inclusivamente acreditação internacional. É especializado no atendimento materno-infantil e integra o Centro Hospitalar Lisboa Central EPE (CHLC), anteriormente designado como Hospitais Civis de Lisboa (HCL). Em 2023, data prevista para a entrada em funcionamento do futuro Hospital de Lisboa Oriental, no Parque da Bela Vista, em Chelas, os seus serviços e funcionários serão transferidos para essa nova unidade. O objectivo será dedicar o espaço a "funções relacionadas com a criança e a adolescência", numa parceria com o município de Lisboa onde se instalarão organizações que trabalhem com crianças, podendo eventualmente acolher uma Unidade de Cuidados Continuados Integrados Pediátricos. Está também prevista a construção da Unidade de Saúde Familiar de Arroios, com valências de cuidados materno-infantis e planeamento familiar.
    Se gostavas de fazer parte desta equipa, faz a tua candidatura na página de recrutamento.

    Centro Hospitalar do Porto tem novas vagas para o seu Serviço de Investigação Clínica

     

    Procedimento Concursal visa a contratação de um profissional para o exercício de funções no Serviço de Investigação Clínica do Departamento de Ensino, Formação e Investigação.



    O CHP é um Hospital Central e Escolar que visa a excelência em todas as suas atividades, numa perspetiva global e integrada da saúde. Centra-se na prestação de cuidados que melhorem a saúde dos doentes e da população, em atividades de elevada diferenciação e no apoio e articulação com as restantes instituições de saúde. Privilegia e valoriza o ensino pré e pós-graduado e incentiva a investigação com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento da ciência e tecnologia da saúde. 

    As funções poderão ser exercidas nas diferentes Unidades que constituem o Centro Hospitalar Universitário do Porto,E.P.E., com sede no Largo Professor Abel Salazar, 4099‐001 Porto, sem prejuízo da eventual existência de transferências internas no CHUP.

    Tornou-se público que se encontra aberto um procedimento concursal para Recrutamento de um profissional para o exercício de funções de Técnico(a)  em regime de contrato individual de trabalho a termo incerto para o exercício de funções no Serviço de Investigação Clínica do Departamento de Ensino, Formação e Investigação – DEFI.

    Podes consultar as vagas em aberto aqui.

    Empresas recrutam Auxiliar / Fiel de Armazém (9.º ano de escolaridade e Salários + SA + Bónus)

            

    Existem dezenas de vagas para operadores de logística e armazém!


    Empresas de norte a sul do país recrutam operadores, fiel e/ou auxiliares de armazém e de logística para as mais diversas funções. O processo de recrutamento destina-se a funcionários com 6.º, 9.º ou 12.º ano, dependendo da entidade empregadora.  As diversas ofertas que se encontram em aberto são de norte a sul do país, sendo que atualmente estão em aberto dezenas de novas oportunidades. Um operador de armazém tem como funções a manter a organização do espaço de forma a garantir uma logística eficaz e rápida. Em bastantes negócios com grandes quantidades de stock em armazém, é essencial a presença de um operador do setor capaz de garantir a eficácia de todo o processo. São dezenas as oportunidades disponíveis de norte a sul do país. Os salários dependem das funções a desempenhar e áreas a ocupar sendo que existem várias propostas desde o salário mínimo nacional, que atualmente se fixa nos 665,00 euros, até 1100,00 euros mensais, podendo ser superior em certos casos, sendo que nesses casos as exigências devem ser superiores às mencionadas. Caso deseje obter mais informações acerca deste processo de recrutamento, assim como visualizar as vagas em aberto, requisitos para cada uma das vagas, ofertas, e formas de candidatura, pode ver todas estas informações com mais detalhe e efetuar a sua candidatura aqui.

    Gostavas de trabalhar no Hospital de Santo António dos Capuchos? Aceitam-se candidaturas!

     

    O Hospital de Santo António dos Capuchos encontra-se instalado no centro de Lisboa, no antigo Campo do Curral


    O hospital encontra-se instalado no centro de Lisboa, no antigo Campo do Curral, actualmente Campo de Sant’Ana.

    O edifício principal do hospital resulta de várias transformações que sofreu o antigo Convento de Santo António dos Capuchos inaugurado em 1579 e entregue aos Padres Recoletos da Custódia de Santo António. Este convento, que foi parcialmente destruído pelo terramoto de 1755, sofreu várias transformações ao longo dos séculos. Em 1836, a rainha D. Maria II fundou nas suas instalações o Asilo de Mendicidade de Lisboa. O espaço ocupado pelo Asilo foi aumentado à conta da construção de vários pavilhões e pela compra, em 1854, do Palácio dos Condes de Murça, datado do século XVII.
    Se gostavas de fazer parte desta equipa, faz a tua candidatura na página de recrutamento.