IPO Lisboa tem bolsas de recrutamento abertas para várias áreas

 

O Instituto Português de Oncologia de Lisboa Francisco Gentil – E.P.E. informa que se encontra aberto procedimento para a criação de bolsa de reserva de recrutamento.


O IPO Lisboa conta com mais de 1900 funcionários, dos quais fazem parte cerca de 360 médios, mais de 550 enfermeiros e mais de 180 técnicos de diagnóstico e terapêutica. Também fazem parte da equipa deste Hospital, investigadores, administradores hospitalares, dirigentes, assistentes técnicos e assistentes operacionais que são fundamentais para manter todos os serviços ativos e sempre com grande excelência. Este hospital é um hospital público do Serviço Nacional de Saúde e é bastante bem visto por doentes e familiares, que valorizam todos os cuidados prestados pelos profissionais que integram os quadros desta instituição.

Com mais de 280 camas, o IPO Lisboa acolhe doentes das regiões de Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo, Algarve, Açores, Madeira e ainda dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa. Os profissionais que fazem parte do IPO Lisboa estão integrados em diferentes carreiras, cada uma com regras próprias, e todos são essenciais na prossecução da missão da instituição.

Foi publicado na 2ª série do Diário da República, n.º 248, de 23 de dezembro de 2020, o Aviso n.º 20757/2020, informação relativa à abertura do procedimento concursal comum conducente ao recrutamento de técnicos superiores das áreas de diagnóstico e terapêutica (TSDT) para a categoria de técnico especialista, de diversas profissões da respetiva carreira, do mapa de pessoal do Instituto Português de Oncologia de Lisboa Francisco Gentil – E. P. E. O prazo das candidaturas é de 20 dias úteis a contar da publicação em Diário da República. As vagas são destinadas a:  3 postos de trabalho para a área de Anatomia Patológica Citológica e Tanatológica; 6 postos de trabalho para a área de Análises Clínicas e Saúde Pública; 1 postos de trabalho para a área de Cardiopneumologia; 1 postos de trabalho para a área de Farmácia; 1 postos de trabalho para a área de Fisioterapia; 1 postos de trabalho para a área de Medicina Nuclear; 1 postos de trabalho para a área de Neurofisiologia; 1 postos de trabalho para a área de Nutrição e Dietética; 4 postos de trabalho para a área de Radiologia; 5 postos de trabalho para a área de Radioterapia; 1 posto de trabalho para a área de Terapia da Fala. Caso tenha interesse neste procedimento concursal, pode consultar com mais detalhe as vagas disponíveis e outras informações relevantes acerca do processo de recrutamento, aqui.

José de Mello Saúde está a recrutar em várias áreas (vagas a partir 9.º ano de escolaridade)

 

A José de Mello Saúde, grande líder nos cuidados de saúde em Portugal, gere de momento 18 Hospitais e Clínicas CUF distribuídos pelo país.


O Hospital CUF Descobertas estreou-se no ano de 2001, configurando a saúde privada em Portugal, com uma unidade inovadora altamente diferenciada, com todas as valências médicas estruturadas, assente num modelo de governação clínica com equipas dedicadas. Hoje em dia este grupo é reconhecido como um líder na prestação privada e continua a inovar e a desenvolver um projeto clínico assente em medicina de especialização, capaz de responder convenientemente às necessidades cada vez mais complexas dos clientes, em todas as etapas da sua vida, sempre com foco numa experiência irrepreensível do cliente.

Atualmente existem dezenas de oportunidades de emprego disponíveis para os diferentes Hospitais CUF em vários pontos do país. As vagas são para as mais variadas áreas.

Se pretende fazer parte dos Hospitais CUF, pode consultar as várias oportunidades de emprego que se encontram em aberto, verificar todos os requisitos essenciais e formas de candidatura, aqui.

Hospital de Cascais está a recrutar Enfermeiro/a para a sua Unidade de Cuidados Intensivos

   

Estão abertas vagas em várias áreas no Hospital de Cascais.


No Hospital de Cascais dão prioridade a quem procura os seus serviços e cuidados de saúde. Preocupam-se com a doença de cada utente focando essencialmente na saúde física e emocional. A principal missão é tratar a doença sempre tendo em atenção cada pessoa.

Para cumprimento das missões a que se propõe, focam-se na excelência clínica. Faz parte do Hopsital de Cascais uma equipa altamente preparada e motivada, que dá o seu melhor todos os dias.  

O conhecido Hospital de Cascais, Dr. José de Almeida, tem vagas de emprego disponíveis para Auxiliares de Ação médica e também para outras áreas.

Os concorrentes podem concorrer com vários níveis de escolaridade, e devem estar dispostos a trabalhar num horário por turnos.

Todas as informações úteis e indispensáveis para concorrer a estes empregos, estão disponíveis aqui.

Delta Cafés está a recrutar e oferecem salário compatível com a função

    

A Delta Cafés é uma marca e empresa portuguesa de torra e empacotamento de café.


Delta Cafés é uma marca e empresa portuguesa de torra e empacotamento de café com sede em Campo Maior, Alentejo que pertence ao Grupo Nabeiro. Foi fundada em 1961 e está entre os líderes de mercado na Península Ibérica. A empresa faz parte do Grupo Nabeiro. Em 1994 tornou-se líder de mercado em Portugal, com uma quota de 42%. Tem mais de 41 000 clientes directos e mais de 3 000 funcionários.

Atualmente encontra-se a contratar em várias áreas, sendo que as vagas de emprego disponíveis foram publicadas recentemente. As novas vagas disponíveis são para diferentes áreas, entre as quais, Técnico  de Máquinas de Café, Auxiliar de Backoffice e Armazém, Distribuidor. Para algumas ofertas é exigido no mínimo o 9.º ou 12.º ano de escolaridade, sendo que podem existir outras oportunidade de emprego nesta empresa em que seja necessário formação a nível do ensino superior. A experiência em funções semelhantes é sempre um fator muito importante em todas as empresas, sendo que neste caso, se tiver experiências anteriores em funções semelhantes, terá alguma vantagem na candidatura às vagas apresentadas. Pode consultar com mais detalhe as oportunidades em aberto, verificar todos os pormenores acerca do processo de recrutamento, tais como exigências, ofertas contratuais, funções a desempenhar, e formas de candidatura, aqui.

Hospital de Braga abriu novas oportunidades de emprego

 

Hospital de Braga está a recrutar.


O Hospital de Braga é um hospital público, em parceria público privada, localizado na freguesia de São Victor, Sete Fontes, cidade e concelho de Braga em Portugal. Aberto em 2011 substituiu o antigo Hospital de São Marcos.

É caracterizado por ser um Hospital Central e universitário, tendo o nível de urgência máximo, polivalente. É o Hospital base para os concelhos de Amares, Braga, Póvoa de Lanhoso, Terras de Bouro, Vieira do Minho e Vila Verde, sendo também Hospital de referência do Minho, com uma população de um milhão e duzentos mil habitantes.

O hospital é gerido em regime de Parceria Público Privada pela Somague, que detém 51% do consórcio Escala Braga (15% são da Edifer e 34% do Grupo Melo).

Em outubro de 2015, foi anunciado na imprensa que a Somague vai vender aos holandeses da Aberdeen a participação na Parceria Público-Privada do edifício do hospital de Braga e respectivo estacionamento, tendo a operação sido notificada à Autoridade de Concorrência.
 Se queres concorrer a uma vaga, faz já a tua candidatura aqui.

Vagas para Recepcionistas de Clínicas em todo o país (Salário até 1.200€)

 

Clínicas médicas, dentárias e de outras áreas, por todo o país, estão a recrutar recepcionistas.


São dezenas de vagas disponíveis para trabalhar como recepcionista numa clínica. A maioria das vagas existem pelo menos o 9.º ano, sendo a experiência um requisito não necessário para algumas das ofertas disponíveis, o ordenado desta função é acima da média e ronda os 900-1200€.

Um recepcionista é um funcionário que ocupa um cargo de escritório ou administrativo . O trabalho é geralmente realizado em uma área de espera , como um átrio ou front office mesa de uma organização ou empresa. O recepcionista titular é atribuído à pessoa que é empregada por uma organização para receber ou receber visitantes, pacientes ou clientes e atender chamadas telefónicas. O termo recepção é usado em muitos hotéis para um departamento administrativo em que as funções de recepcionista também podem incluir reservas e atribuição de quartos, registo de convidados, trabalho de caixa, verificações de crédito, controle de chaves, além de serviços de correio e mensagens. Tais recepcionistas são frequentemente chamados de funcionários da recepção . Os recepcionistas cobrem muitas áreas de trabalho para ajudar as empresas nas quais trabalham, incluindo a definição de compromissos, arquivamento, manutenção de registos e outras tarefas do escritório.

Na maioria das ofertas de emprego para esta área, o funcionário recepcionista deverá desempenhar funções de marcação e cancelamento de consultas, atendimento telefónico e contacto com o cliente.
Mais informações na página oficial de candidaturas, que pode encontrar aqui.

Quem finge que trabalha é tão bem visto ou melhor do que aqueles que se dedicam à empresa

     

Uma investigação orientada na Universidade de Boston concluiu que um trabalhador empenhado tem o mesmo mérito daquele que finge.


Muito são aqueles que se dedicam ao seu emprego, de corpo e alma, e são mal reconhecidos nas empresas, assim como também existem aqueles que pouco dedicam e são vistos como bons funcionários, arrecadando muitas vezes, prémios, por mérito de outros. Mas claro, também há o caso das empresas que reconhecem o valor dos funcionários empenhados.

Quando o objetivo da empresa (e geralmente é o objetivo de muitas) é mostrar resultados, quer sejam financeiros quer sejam em volume de trabalho ou horas dedicadas, mais se espera dos seus colaboradores. O ideal seria todos os colaboradores contribuirem da mesma forma com o seu trabalho, no entanto, há sempre uns que dedicam mais que outros... O pior, é que muitas vezes, surgem aqueles funcionários que fingem estar a trabalhar, não levando a situação a sério.

Erin Reid, da Universidade de Boston, foi quem orientou uma investigação, que teve mais de 100 pessoas entrevistadas e ainda consultou vários relatórios de performance dos funcionários da empresa. Tendo em conta a investigação levada a cabo por Erin Reid, existem 3 grupos de trabalhadores: 1) Os que se dedicam totalmente, trabalhando horas a mais regularmente e estão sempre disponíveis a qualquer dia, a qualquer hora e que as suas avaliações são de excelência; 2) Aqueles que pretendem horários mais leves, evitam trabalhos longe da sua habitação para ter menos deslocações, mostram desinteresse a trabalhar aos fins de semana e são punidos nas avaliações pelo seu desinteresse geral; 3) Existe ainda um último grupo de 'trabalhadores' que finge que trabalha.

Segundo esta pesquisa, 31% dos homens e 11% das mulheres atingem os seus objetivos profissionais a trabalhar menos, a fingir e a subir às custas dos outros, sem grandes esforços nem preocupações. Este tipo de pessoas conseguem ter desculpas para as várias situações, evitando preocupações e trabalhos extra, acabam por dar sugestões e ideias, entram na hora exata e saem na hora exata (não estando a cometer nenhuma irregularidade) não reclamam daquilo que lhes pedem mas também não fazem mais do que aquilo que lhes é pedido. Contudo, este tipo de trabalhadores, recebe a mesma avaliação daqueles que se dedicam totalmente à empresa e não se opõem a trabalhar a fins de semana, feriados, horas extra,...

O estudo conclui que quem 'finge' melhor e consegue ter os seus objetivos cumpridos, muitas vezes com a ajuda, trabalho e tempo dos outros, acaba por ter concluído aquilo que lhe é exigido, levando assim o mérito para casa. Assim, Reid considera que as empresas muitas vezes dão valor ao trabalho que aparece feito, indecentemente de quem o faz e como faz... Ou seja, alguém que dedicou todo o seu tempo, empenho, profissionalismo e por vezes mais que isso, pode ter uma pior avaliação ou pior desempenho, do ponto de vista da entidade patronal, do que aquele que se limitou a fazer o que lhe foi pedido, por vezes com a ajuda de alguém e dá sugestões, disfarçando o seu empenho.

FedEx tem vagas em aberto para várias áreas

      

FedEx está a recrutar funcionários em Portugal para várias áreas


Fundada em 1971, FedEx é o acrónimo de Federal Express, uma empresa americana que está presente em todo o mundo e é considerada como a maior empresa de transporte. A FedEx opera em 220 países e tem a rede global de distribuição expressa aérea-terrestre mais avançada e confiável do mundo.

Têm como principal objetivo, entregar encomendas a tempo e horas, continuando a expandir-se em todo o mundo, atualizando as tecnologias apropriadas e atualizadas para a concretização dos seus objetivos. Esta transportadora depende não só da sua infraestrutura de transporte, para ser considerada uma das melhores do mundo, assim como da comunicação, tecnologia e do seu pessoal que garante um serviço de excelência.

Para ter noção da grandeza desta transportadora, tem atualmente cerca de 650 aviões, 44000 viaturas e mais de 400.000 colaboradores, o que permite efetuar mais de 8 milhões de entregas por dia.

Atualmente, encontra-se a recrutar  em Portugal, para várias regiões do país. As vagas são para diferentes áreas, sendo que nesta altura estão disponíveis diversas oportunidades de emprego. São vagas que se encontram em aberto e permitem efetuar a própria candidatura online. Se pretende trabalhar nesta empresa, consultar mais informações acerca do processo de recrutamento, formas de candidatura, horários, localizações, e outros detalhes importantes, deve consultar aqui.