A SONAE tem novas vagas em Braga (12º ano a ensino superior)

A Sonae é um grupo empresarial multinacional, sediado na Maia, em Portugal.



A Sonae foi criada em 1959, pelo empresário, banqueiro e mecenas, natural de Arouca, Afonso Pinto de Magalhães.

O grupo empresarial teve origem na Sociedade Nacional de Estratificados, companhia industrial que operava na área das madeiras processada, mais especificamente, na produção de painéis laminados decorativos de alta-pressão. Durante as duas primeiras décadas de existência, a Sonae manteve-se como uma PME (pequena-média empresa).

Afonso Pinto de Magalhães, também fundador do Banco Pinto Magalhães, colocou Fábio Lemos no controlo da Sonae nos anos turbulentos após a Revolução dos Cravos. Nesse período, a empresa foi nacionalizada e depois reprivatizada.

Em 1982, Afonso Pinto de Magalhães, oferece 16% da Sonae a Belmiro de Azevedo, que havia sido admitido na Sonae em 1965. Após o falecimento do fundador, Belmiro de Azevedo atinge a maioria do capital, com 54,6%, assumindo o controlo da empresa.

Durante os anos 80, a Sonae iniciou o seu crescimento. Em 1985, foi criada a Sonae Investimentos SGPS (Sociedade Gestora de Participações Sociais), S.A. e o grupo entra na bolsa de valores de Lisboa.

Foi também no início da década de 80 que a Sonae iniciou a estratégia de diversificação de negócio, através de aquisições e criação de novos investimentos.

O grupo entra no mercado de distribuição moderna, ao abrir o primeiro hipermercado em Portugal, o Continente, em Matosinhos. Dois anos depois, a Sonae lança sete ofertas públicas de aquisição a sete empresas, o que lhe permite crescer nas diversas áreas de negócio.

Em 1993, a Sonae Indústria abre novos caminhos de expansão ao adquirir uma posição de controlo na espanhola Tafisa, o que lhe permite a expansão no seu segmento de negócios. Segue-se o lançamento da Worten, que marca a entrada da Sonae na área do retalho especializado.

Com Paulo Azevedo na liderança do projeto, em 1998 nasce a Optimus. A operadora móvel, funde-se, em 2013, com a Zon, dando origem à NOS.

Paulo de Azevedo assumiu em 2007 a liderança do grupo Sonae, sucedendo ao pai Belmiro de Azevedo.

Em março de 2015, Belmiro de Azevedo anunciou a saída de chairman da Sonae. Paulo de Azevedo foi escolhido para chairman e CEO do grupo Sonae, repartindo a presidência da comissão executiva com Ângelo Paupério, que até aqui era vice-presidente da Sonae.

Em 2018, Cláudia Azevedo é eleita presidente executiva da Sonae pela maior empresa acionista do grupo, a Efanor. A filha de Belmiro de Azevedo iniciou funções em maio de 2019, substituindo os co-CEOs do grupo, Paulo Azevedo e Ângelo Paupério.
Podes consultar as vagas aqui.

Também pode interessar: