NAV procura candidatos para curso de formação inicial de Controlador de Tráfego Aéreo

 

A Navegação Aérea de Portugal é uma entidade pública empresarial, que garante a prestação dos serviços de tráfego aéreo 


A empresa exerce a sua atividade no Continente e nas regiões autónomas dos Açores e da Madeira. Junto ao Aeroporto de Lisboa está situada a Sede da empresa, o Centro de Controlo de Tráfego Aéreo de Lisboa e o Centro de Formação. Na região Autónoma dos Açores, concretamente na ilha de Santa Maria, está situado o Centro de Controlo Oceânico. Para além destes dois importantes Centros, a NAV Portugal tem ainda outras infraestruturas com Serviços de Tráfego Aéreo a funcionar nas Torres de Controlo de Lisboa, Cascais, Porto, Faro, Funchal, Porto Santo, Santa Maria, Ponta Delgada, Horta e Flores. Para a plena concretização da sua missão de Controlo de Tráfego Aéreo a NAV Portugal possui um vasto conjunto de equipamentos e instalações técnicas (estações radar, rádioajudas e comunicações) em vários pontos do Continente e Regiões Autónomas.

O sistema de gestão de tráfego aéreo Oceânico em Santa Maria e a entrada faseada em serviço de uma nova geração de sistemas de gestão de tráfego aéreo em Lisboa foram passos determinantes para manter a NAV Portugal na vanguarda dos prestadores de serviços de navegação aérea.

NAV Portugal abre concurso para recrutamento de até 24 controladores de tráfego aéreo
Prazo para candidaturas corre de 1 de outubro a 2 de novembro;
Em média, são precisos dois anos de formação até instruendo entrar na operação;
A NAV Portugal abriu concurso para a selecção de candidatos para Controladores(as) de Tráfego Aéreo (CTA). O prazo para a entrega de candidaturas decorre entre 1 de outubro e 2 de novembro de 2020.
O procedimento visa escolher 24 pessoas para integrar o Curso de Formação Inicial de CTA que arranca em 2021, formação essa assente em quatro etapas, a saber: Curso de Formação de Base (4 meses); de Qualificação de Aeródromo (3,5 meses); de Qualificação Convencional (2,5 meses); de Qualificação de Vigilância (5 meses).
Do grupo de 24 seleccionados, os que concluírem com sucesso a formação obterão uma licença de instruendo CTA, sendo de seguida colocados nos serviços de controlo de tráfego aéreo da NAV1, de acordo com as necessidades da operação.
Nessa fase, os então estagiários terão ainda de passar por uma formação exclusivamente dedicada às especificidades da operação no local onde foram colocados, etapa que tem uma duração média de 6 meses. Passando esta última etapa, segue-se a assinatura do contrato profissional como CTA da NAV.
Assim, e entre o momento que iniciam o curso e o primeiro dia como CTA, decorrem normalmente dois anos. Com o envolvimento de mais de 60 formadores, e dada a duração da formação destes profissionais, a NAV calcula que cada Curso de Formação Inicial CTA implique um investimento de 80 mil euros por instruendo.
Controlo de tráfego aéreo: Mitos e Requisitos
Apesar de existir a ideia pré-concebida que a NAV exige uma formação de Engenharia ou similares, tal não é o caso. De facto, em termos académicos a única exigência passa por deter 180 ECTS (Unidades de Crédito do Sistema Europeu de Transferência de Créditos) de uma mesma licenciatura, independentemente da área.

Podes consultar toda a informação e como concorrer aqui.

Também pode interessar:

IMPORTANTE: Todas as informações presentes neste anúncio são verdadeiras à data da publicação do anúncio. Informamos que as mesmas podem ter sofrido alterações.