Novas vagas para trabalhar no Aeroporto de Faro e não é preciso ter o 12º ano

  

 Aeroporto Internacional de Faro é um aeroporto português pertencente a ANA Aeroportos de Portugal S.A.



O Aeroporto Internacional de Faro é um aeroporto português pertencente à ANA Aeroportos de Portugal S.A. que serve a cidade de Faro e a região turística do Algarve, sul de Portugal. Localizado a 4 km da cidade de Faro na freguesia de Montenegro, no Algarve, abriu a 11 de Julho de 1965.

Atualmente é o terceiro maior aeroporto em termos de tráfego em Portugal logo a seguir ao Aeroporto Humberto Delgado (situado em Lisboa) e ao Aeroporto Francisco Sá Carneiro (situado no Porto) .

Actualmente, grande parte dos movimentos registados no Aeroporto Internacional de Faro devem-se ao incremento avultado das ligações low cost, tendo vindo a aumentar a sua influência no contexto do sudoeste peninsular. Para fazer face ao aumento do trânsito, o aeroporto foi ampliado e substancialmente modernizado nos últimos anos. É dotado de uma pista (10/28) com 2.490 metros de comprimento e 45 de largura pelo que está habilitado a receber todos os tipos de aviões.

A maior parte do tráfego do aeroporto de Faro é doméstico e europeu. Uma companhia aérea mantêm em Faro actualmente uma base de operações: Ryanair

Nos últimos anos, o tráfego das linhas aéreas de baixo custo tem sofrido um enorme incremento, tendo inclusive sido criado por parte da Ryanair uma base operacional em Faro com a afectação permanente de 7 aeronaves B737/800 ao aeroporto. Este novo Hub prevê o aumento de movimentos de passageiros na ordem dos 1,5 a 2 milhões anuais.

Além da Ryanair, inúmeras outras companhias low cost como por exemplo a easyJet e Germanwings efectuam ligações regulares a partir da capital algarvia.

O aeroporto possui duas pistas denominadas de 28 e 10. Dispõe de um único terminal com seis mangas de embarque.

Recentemente o aeroporto esteve num processo de ampliação dividido em duas fases:

1ª – Esta fase teve como alvo uma expansão e remodelação de áreas operacionais, criação de mais lugares de parqueamento para aviões, taxiways e instalação do ILS (Instrument Landing System) na pista 10. Esta primeira fase teve como data de conclusão o ano de 2011.

2ª – Remodelação e ampliação do terminal de passageiros, além de reestruturação dos acessos ao aeroporto. Esta segunda fase teve data de início o ano de 2011 e conclusão em 2013.

O objectivo final destas obras é o de permitir aumentar o número de movimentos de 22 para 30 por hora, criação de 11 novos lugares de estacionamento para aeronaves com capacidade para os novos aviões wide-body (como os Boeing 747), e uma expansão da actual capacidade de processamento de 2.400 para 3.000 passageiros por hora. Ao todo prevê-se um aumento de capacidade do aeroporto de 6 milhões para 8 milhões (actualmente a capacidade utilizada situa-se aproximadamente nos 5,5 milhões).

Podes fazer a tua candidatura e saber mais informações aqui.


Partilhe para ajudar quem precisa!

Partilhar no FacebookPartilhar no Twitter

IMPORTANTE: Todas as informações presentes neste anúncio são verdadeiras à data da publicação do anúncio. Informamos que as mesmas podem ter sofrido alterações.