Islândia testou semanas com apenas 4 dias de trabalho e foi um sucesso

Foram testados cerca de 2500 trabalhadores, de diversos setores, tais como funcionários de escritórios, jardins de infância, hospitais e serviços sociais, e os resultados do estudo realizado, na Islândia, foram revelados este mês.


Entre 2015 e 2019, na Islândia, testaram semanas de trabalho com menos horas de trabalho, com apenas 4 dias de trabalho. O resultado foi melhor que a espectativa, não só para os funcionários como também para os patrões. Em forma de conclusão, verificaram que ao trabalharem menos horas, as pessoas sentem-se mais felizes e como consequência, mais capazes de serem produtivos.

No caso de funcionários com horários entre as 9 e as 17h de segunda a sexta-feira, passaram a trabalhar apenas 4 dias por semana, em vez dos habituais cinco. E funcionários que trabalhavam por turnos, reduziram a sua carga horário. Os salários não sofreram alterações.

O investigador Will Stronge, co-diretor do laboratório de ideias britânico "Autonomy.work", revela que "Os resultados são extremamente positivos. Os trabalhadores estão incrivelmente felizes com o novo balanço entre a vida pessoal e o trabalho, passando mais tempo com a família, realizando mais atividades, ter novos passatempos e por aí adiante".

Os patrões também sentiram as melhorias e foram beneficiados, afirmando que viram uma maior produtividade nos seus funcionários. De acordo com Stronge, isso acontece porque os empregados estavam menos suscetíveis a problemas relacionados com o trabalho tal como o stress, ansiedade, depressão e esgotamentos.

Relembre-se que já algumas empresas testaram esta medida de 4 dias de trabalho como é o caso da Microsoft no Japão, por exemplo, que em 2019, quando realizaram esta experiência, a produtividade aumentou em 40%. Também na Nova Zelândia, em 2018, uma empresa o testou, concluindo que obteve uma produtividade de 20%.

Mais perto de Portugal, está a Espanha que também o está a testar em certas empresas, em certa parte devido à pandemia. Os vários testes realizados e os relatório publicados sobre este experimentos, concluem que reduzir os dias de trabalho de cinco para quatro, poderá melhorar a saúde dos funcionários e aumentar o rendimento das empresas.



Partilhe para ajudar quem precisa!

Partilhar no FacebookPartilhar no Twitter

IMPORTANTE: Todas as informações presentes neste anúncio são verdadeiras à data da publicação do anúncio. Informamos que as mesmas podem ter sofrido alterações.
Último Post