CTT - Procuram-se colaboradores em várias áreas

Esta empresa desenvolve atividades de correio, de expresso e encomendas e de serviços financeiros, e são os únicos acionistas do Banco CTT, um banco com uma oferta simples mas completa de serviços bancários para particulares.


Descrição de Funções em algumas das vagas na área:

  • Planear as entregas do backlog por Quarter em conjunto com os Business Leads;
  • Garantir entrega prevista para os Sprints;
  • Gerir com os parceiros externos os trabalhos dentro de cada Sprint; 
  • Apoiar o gestor da área no controlo orçamental das iniciativas;
  • Garantir a qualidade das entregas;
  • Promover a aprendizagem e melhoria continua;
  • Alertar para impossibilidades / bloqueios e iniciar ações de mitigação.
  • Realizar atividades de atendimento a Clientes, dando resposta às suas necessidades e prestando a informação adequada;
  • Desenvolver as operações subjacentes às atividades desenvolvidades em Loja, nomeadamente no que se refere a serviços financeiros, zelando pelo cumprimento dos procedimentos e normas estabelecidas;
  • Promover a comercialização dos produtos e serviços comercializados nas Lojas, identificando as necessidades dos clientes e procurando dar-lhes a conhecer os que mais se adequam ao seu perfil;
  • Promover proativamente a venda e colocação de produtos e serviços, procurando novas oportunidades de negocio;
  • Acompanhar a carteira de Clientes, maximizando negócio, promovendo o cross-selling de produtos e serviços e a sua fidelização;
  • Colaborar ativamente na concretização dos objetivos comerciais e a execução das campanhas, com vista ao crescimento dos resultados globais da Loja.
 

Perfil para algumas das vagas na área:
  • Experiência mínima de 4 anos em implementação e gestão de soluções de SAP MM e\ou SAP eWM\WM;
  • Valorizada a experiência em SAP ARIBA;
  • Valorizada a experiência em gestão de equipas;
  • Experiência na condução de reuniões e workshops de análise funcional e técnica;
  • Experiência no desenho de soluções;
  • Experiência de configuração da solução;
  • Facilidade de comunicação e gosto pelo trabalho em equipa;
  • Proatividade e autonomia;
  • Forte sentido de responsabilidade e compromisso com os resultados.
  • Facilidade de comunicação;
  • Facilidade de relacionamento interpessoal e trabalhar em equipa;
  • Forte orientação comercial e para trabalhar por objetivos;
  • Orientação para o Cliente e Negócio;
  • Proatividade, energia e dinamismo pessoal;
  • Conhecimentos de informática na ótica do utilizador.Perfil: 


As origens dos CTT remontam a 6 de Novembro de 1520, ano em que o Rei D. Manuel I de Portugal criou o primeiro serviço de correio público de Portugal e o cargo de Correio-Mor do Reino, desde 1606 também de Correio-Mor das Cartas do Mar, cargos extintos por D. João, Príncipe Regente da Rainha D. Maria I de Portugal em 1797, criando-se em seu lugar a Superintendência-Geral dos Correios e Postas do Reino, a 1 de Agosto de 1799. Os modernos CTT têm origem na fusão da Direcção-Geral dos Correios e da Direcção-Geral dos Telégrafos num único departamento, denominado Direcção-Geral dos Correios, Telégrafos e Faróis. Poderá consultar as vagas no site oficial desta empresa.


Em 1911 a instituição passa a ser dotada de autonomia administrativa e financeira, passando a denominar-se Administração-Geral dos Correios, Telégrafos e Telefones, adoptando a sigla CTT que mantém até aos dias de hoje, apesar das posteriores alterações de denominação oficial. Em 1969 os CTT são transformados em empresa pública, com a denominação de CTT - Correios e Telecomunicações de Portugal, E. P.

Em 1992 os CTT são transformados em sociedade anónima, com a denominação CTT - Correios de Portugal, S. A.. Ao mesmo tempo a área das telecomunicações é separada, formando uma empresa autónoma.

A 6 de Outubro de 2000 foram feitos Membros-Honorários da Ordem do Mérito. Em 2000 assinaram com o Estado a concessão do serviço universal postal, a obrigatoriedade de assegurar a troca de correspondência em todo o país. Em 2004 os CTT adquiriram a Payshop, empresa especialista em pagamentos eletrónicos de contas domésticas com o objetivo de complementar o serviço prestado pelos CTT na área das cobranças  de facturas. Entraram também no capital da Mailtec com o objetivo de reforçar o posicionamento dos CTT na Área de Dados e Documentos e mais especificamente no negócio de finishing (preparação/fabrico de correio). Em 2005 adquiriram a empresa espanhola Tourline Express, que actua na área do correio expresso e encomendas em todo o território espanhol. Esta aquisição marca o início do processo de internacionalização dos CTT, que privilegia o mercado espanhol pela sua proximidade.

Em 2008 dá-se a liberalização dos serviços postais na união europeia. Em 2013, o Estado decide privatizar através da dispersão de ações em bolsa, 70% do capital dos CTT. No ano seguinte, em 2014, pela mesma via é alienado o restante capital, passando os CTT a ser uma empresa com capital totalmente privado com 100% do seu capital em free float sendo por isso a única empresa portuguesa nestas circunstâncias. Entram na bolsa portuguesa a 5 de Dezembro de 2013. No ano de 2015 os CTT lançam um projeto ambicioso, o Banco CTT, que arrancou no dia 18 de Março do mesmo ano com a abertura simultânea de 52 balcões – a maior abertura de um Banco em Portugal, alguma vez feita. Poderá consultar as oportunidades no site oficial dos CTT, ou aqui.






Partilhe para ajudar quem precisa!

Partilhar no FacebookPartilhar no Twitter

IMPORTANTE: Todas as informações presentes neste anúncio são verdadeiras à data da publicação do anúncio. Informamos que as mesmas podem ter sofrido alterações.