Última Hora - Escolas Privadas procuram pessoal não docente e salários podem ir até 1.270

Procura-se pessoal não docente para algumas escolas privadas nas mais diversas áreas.

O Sistema Educativo em Portugal é regulado pelo Estado através do Ministério da Educação e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. O sistema de educação público é o mais usado e melhor implementado, existindo também escolas privadas em todos os níveis de educação.

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES) é o departamento governativo de Portugal responsável pela Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

O MCTES tem origem no Ministério da Ciência e Tecnologia, criado em 1995. Em 2002, passou a tutelar o ensino superior - até aí tutelado pelo Ministério da Educação, tutela esta que passou novamente para o Ministério da Educação em 2011 - passando a designar-se "Ministério da Ciência e Ensino Superior". Depois disso, apesar ter mantido as mesmas competências, mudou várias vezes de designação - acompanhando as mudanças de titulares - passando a "Ministério da Ciência, Inovação e Ensino Superior" em 2004 e "Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior" em 2005.

Em 2015, com o XXI Governo Constitucional, a Ciência e o Ensino Superior foram novamente autonomizados em relação ao Ministério da Educação.



Requisitos em algumas das vagas (Resumo Geral):
  • Boa capacidade de comunicação;
  • Carta de condução de ligeiros (preferencial);
  • Habilitações mínimas: 9º ano;
  • Valorizam experiência comprovada na área da limpeza e manutenção dos espaços;
  • Valorizam alguma experiência/sensibilidade pedagógica com crianças (idades entre os 4 meses e 10 anos);
  • Conhecimentos na área da Educação (Preferencial);
  • Conhecimentos e experiência na plataforma SIGO (Preferencial);
  • Conhecimentos de inglês;
  • Capacidade de Organização e de realizar multitarefas;
  • Pessoa organizada, motivada e com iniciativa;
  • Bons conhecimentos de informática na óptica do utilizador;
  • Mínimo 12º ano, Licenciatura (Preferencial)
  • Disponibilidade Imediata (Preferencial)


Oferecem em algumas das vagas:
  • 6h/dia das 08h às 15h - 2ª feira a 6ª feira;
  • Seguro de saúde;
  • Progressão salarial 860€ - 1270€ em algumas oportunidades;

Funções a exercer em algumas das vagas para além das na área educativa:
  • Atender telefonemas;
  • Tirar fotocópias;
  • Integrar o setor Financeiro, Administrativo e RH
  • Lançamentos contabilisticos;
  • Conferências de contas correntes;
  • Reconciliações Bancárias;
  • Aplicar conehcimentos de processamento de salários.
  • Acompanhar e apoiar as crianças no desenvolvimento de atividades pedagógicas e lúdicas não letivas, apoio às salas, aos recreios, ao almoço e lanche e períodos de repouso das crianças;
  • Vigiar e orientar as crianças, garantindo a sua segurança, higiene e bem-estar;
  • Assegurar as condições de higiene, segurança e organização do local e dos materiais e apoiar nas funções de limpeza, conservação e arrumação geral do espaço;
  • Dar apoio em laboratórios e bibliotecas (ajudar alunos, limpar, arrumar e fazer a manutenção e organização do espaço);
  • Acompanhar as crianças e jovens em visitas de estudo e excursões;
  • Principais responsabilidades: apoio ao refeitório (valências de creche e pré-escolar), higienização e limpeza dos espaços educativos; gestão e utilização eficiente das máquinas e materiais de limpeza

Perfil para algumas das vagas:
  • Boa capacidade de trabalhar em equipa
  • Gosto pelo trabalho com crianças;
  • Disponibilidade imediata.


Em Portugal, a educação é iniciada obrigatoriamente para todos os alunos no ano em que completam 6 anos de idade. A escolaridade obrigatória termina quando o aluno fizer 18 anos (12º ano de escolaridade).

O Ministério da Educação é o organismo do Governo de Portugal responsável pela execução das políticas relativas às componentes pedagógica e didática da educação pré-escolar, dos ensinos básico e secundário e da educação extra - escolar e de apoio técnico à sua formulação, incindindo, sobretudo, nas áreas do desenvolvimento curricular, dos instrumentos de ensino e avaliação e dos apoios e complementos educativos.

 A administração pública (ou gestão pública) se define como o poder de gestão do Estado, no qual inclui o poder de legislar e tributar, fiscalizar e regulamentar, através de seus órgãos e outras instituições; visando sempre um serviço público efetivo. A administração se define através de um âmbito institucional-legal, baseada na Constituição, leis e regulamentos. Originou-se na França, no fim do século XVIII, mas só se consagrou como ramo autônomo do direito com o desenvolvimento do Estado de Direito. Teve como base os conceitos de serviço público, autoridade, poder público e especialidade de jurisdição. Poderá consultar as oportunidades nos estabelecimentos de ensino a recrutar perto de si ou alternativamente aqui.





Partilhe para ajudar quem precisa!

Partilhar no FacebookPartilhar no Twitter

IMPORTANTE: Todas as informações presentes neste anúncio são verdadeiras à data da publicação do anúncio. Informamos que as mesmas podem ter sofrido alterações.