ASCENDI com oportunidades em aberto procura colaboradores

Esta empresa é uma operadora de infraestruturas de transporte em Portugal.


A Ascendi foi fundada em 1999, na altura com o nome AENOR. Foi adjudicada a sua primeira concessão rodoviária (Concessão Norte), no qual se incluíam as autoestradas A7 (antes concessionada pela Brisa) e a A11, as quais foram feitas em regime de portagens físicas.

Em Portugal, cerca de 84% da rede de autoestradas tem portagens (2013), cobrando um valor fixo por quilómetro percorrido, dependendo também do tipo de veículo. Muitas autoestradas são exploradas por concessionárias, como a Brisa ou a Ascendi. Até 2010-2011, existiam em Portugal várias autoestradas sem portagens geridas através de um modelo financeiro chamado de portagens SCUT. Estas vias correspondiam a cerca de 1/3 da rede portuguesa de autoestradas em finais da década de 2000. Contudo, em 2010-2011, o governo introduziu portagens reais em grande parte da extensão dessas autoestradas, uma medida que continua controversa na atualidade. Em 2002, Portugal já era considerado um dos países com mais portagens da Europa.

Portugal foi um dos primeiros países do mundo a ter uma autoestrada, com a inauguração, em 1944, do lanço Lisboa-Estádio Nacional, da que seria a futura Autoestrada da Costa do Estoril.

No entanto, apesar de terem sido posteriormente construídos alguns outros troços nas décadas de 1960 e 1970, só no final da década de 1980 foi iniciada a construção de autoestradas em grande escala. Hoje em dia, a rede de autoestradas portuguesas é bastante desenvolvida e percorre quase todo o território, ligando todo o litoral e as principais cidades do interior, numa extensão total de aproximadamente 3000 km. A extensão e a densidade da rede permite que 87% da população portuguesa se encontre a menos de 15 minutos de distância de um acesso a uma autoestrada. Na Europa, Portugal está entre os países que mais investiram e que têm maior número de quilómetros de autoestradas por habitante e área.


Principais Atividades em algumas das vagas nesta área (Apanhado Geral):
  • Proceder ao atendimento de clientes no âmbito da cobrança de portagens, registando em sistema os pedidos de informação, esclarecimentos ou reclamações.
  • Rececionar e criar exposições para interações não concluídas no âmbito do atendimento de 1ª linha.
  • Fornecer informação documental sobre os processos de cobrança de portagens sempre que solicitado pelo cliente em linha (se legalmente enquadrável).
  • Efetuar pedidos de parecer internos às diferentes Equipas para promover a resolução das solicitações.
  • Efetuar pedidos de parecer externos às diferentes Entidades para promover a resolução das solicitações.
  • Efetuar pedidos de operação, de modo a promover a correção/emissão em sistema de documentos.
  • Efetuar pedidos de validação de identidade, decorrentes do registo do cliente no Portal Selfcare.
  • Garantir a análise de solicitações e resposta a clientes, cumprindo os procedimentos e níveis de serviço em vigor, entre outras atividades desenvolvidas no serviço em que está inserido.

Requisitos em algumas das vagas na área (Apanhado Geral):
  • 12ª ano ou equivalente
  • Experiência em atendimento ao cliente
  • Gestão de reclamações (preferencial)
  • Boas competências de comunicação
  • Conhecimento de idiomas estrangeiros (valorizado)
  • Resistência ao stress
  • Espírito de equipa
  • Experiência em funções administrativas (preferencial).
  • 2 ou mais anos de experiência em backoffice (preferencial).
  • Domínio médio de MS Office (Excel).
  • Conhecimentos de inglês (valorizado).
  • Boas competências de comunicação (escrita).
  • Espírito de equipa.


Este grupo está com várias ofertas de emprego disponíveis, poderá consultar as mesmas no site oficial desta empresa.





Partilhe para ajudar quem precisa!

Partilhar no FacebookPartilhar no Twitter

IMPORTANTE: Todas as informações presentes neste anúncio são verdadeiras à data da publicação do anúncio. Informamos que as mesmas podem ter sofrido alterações.