Banco de Portugal está a procurar colaboradores para várias áreas diferentes

Foi fundado em 19 de Novembro de 1846, em Lisboa, onde é a sua sede. Surgiu da fusão do Banco de Lisboa e da Companhia Confiança Nacional. Fundado com o estatuto de sociedade anónima, até à sua nacionalização, em 1974, era maioritariamente privado.





Perfil para algumas das vagas:
  • Licenciatura pré-Bolonha ou licenciatura pós-Bolonha;
  • Experiência profissional mínima de três anos em funções de apoio, nas quais tenham sido realizadas tarefas como gestão de documentos, tratamento de informação e organização de eventos;
  • Experiência em funções de suporte e de assessoria à gestão de topo (condição preferencial);
  • Experiência demonstrada na ferramenta SAP-MM, na ótica do utilizador (condição preferencial);
  • Domínio das ferramentas Office e de plataformas de gestão documental;
  • Facilidade de comunicação, oral e escrita, de relacionamento interpessoal e de desenvolvimento de trabalho em equipa;
  • Capacidade de organização do trabalho e de gestão do tempo;
  • Disponibilidade para trabalhar em horário flexível;
  • Domínio da língua inglesa (oral e escrito).


Responsabilidades em algumas das vagas:
  • Articular a elaboração do plano de formação para os colaboradores do departamento e assegurar a sua gestão e implementação;
  • Apoiar a gestão de outras matérias departamentais relacionadas com os recursos humanos;
  • Preparar e controlar o orçamento do departamento;
  • Gerir e manter os arquivos departamentais, incluindo a criação e gestão das bases de dados correspondentes, e garantir o controlo da qualidade da informação;
  • Assegurar o atendimento telefónico, incluindo atendimento ao exterior, o serviço de expediente e a organização administrativa do departamento;
  • Apoiar o secretariado departamental.


A natureza e as atribuições do Banco de Portugal estão definidas na sua Lei Orgânica.

São órgãos do Banco o Governador, o Conselho de Administração, o Conselho de Auditoria e o Conselho Consultivo.

O Banco faz parte do Eurosistema e do Sistema Europeu de Bancos Centrais, do Mecanismo Único de Supervisão e do Mecanismo Único de Resolução.

O Banco tem duas missões essenciais: a manutenção da estabilidade dos preços e a promoção da estabilidade do sistema financeiro.

O Banco de Portugal desempenha várias funções relacionadas com estas missões:

  • De acordo com a sua Lei Orgânica, o Banco de Portugal, como banco central da República Portuguesa, faz parte integrante do Sistema Europeu de Bancos Centrais (SEBC).
  • Nessa qualidade, o Banco prossegue os objetivos e participa no desempenho das atribuições cometidas ao SEBC e está sujeito ao disposto nos Estatutos do SEBC e do Banco Central Europeu (BCE), atuando em conformidade com as orientações e instruções que o BCE lhe dirija ao abrigo dos mesmos Estatutos.
  • A Lei Orgânica do Banco de Portugal estabelece a natureza, sede e atribuições do Banco, o seu capital, reservas e provisões, as suas responsabilidades e competências como emissor de notas e moedas de euro, além das demais funções e operações de banco central: por exemplo, as suas responsabilidades no domínio da política monetária e cambial, no exercício da supervisão financeira ou na superintendência dos sistemas de pagamentos.
  • A Lei Orgânica enquadra as relações entre o Estado e o Banco, bem como as suas responsabilidades nas relações monetárias internacionais, nomeadamente as que decorrem da sua participação no SEBC e enquanto autoridade cambial da República Portuguesa.
  • Define também quais as competências e atribuições dos diversos órgãos do Banco e trata dos aspetos relativos ao seu orçamento e contas e ao enquadramento geral dos seus trabalhadores.
 Poderá consultar toda a informação no site oficial de recrutamento desta empresa, ou alternativamente aqui.




Partilhe para ajudar quem precisa!

Partilhar no FacebookPartilhar no Twitter

IMPORTANTE: Todas as informações presentes neste anúncio são verdadeiras à data da publicação do anúncio. Informamos que as mesmas podem ter sofrido alterações.