Infraestruturas de Portugal - Mais de uma centena de oportunidades agora em aberto para integrar a sua equipa

 

Infraestruturas de Portugal com quase uma centena de oportunidades procura pessoal


As infraestruturas de Portugal são fundamentais para o desenvolvimento e a qualidade de vida dos cidadãos. Estas incluem os meios de transporte, as redes de energia e comunicações, entre outros. O país conta com uma vasta rede rodoviária, incluindo autoestradas e estradas nacionais, que permite uma circulação eficiente entre as várias regiões.

No que diz respeito aos transportes públicos, Portugal possui uma rede ferroviária que conecta as principais cidades e regiões, além de sistemas de metro, autocarros e elétricos nas áreas urbanas. Os principais aeroportos, como o Humberto Delgado em Lisboa e o Francisco Sá Carneiro no Porto, facilitam as viagens nacionais e internacionais.

As infraestruturas de energia e comunicações também têm sofrido melhorias constantes, com a expansão das redes de fibra ótica e o investimento em energias renováveis. Estes avanços são fundamentais para garantir o progresso económico e a sustentabilidade ambiental em Portugal.



Funções em algumas das vagas (Apanhado geral de oportunidades geralmente encontradas na área):
  • Participar na elaboração de cartas/respostas;
  • Colaborar na análise de pronúncias em sede de audiência prévia, de reclamações e recursos hierárquicos;
  • Participar na elaboração de decisões administrativas;
  • Participar na análise de questões em contexto de reunião;
  • Apoiar a elaboração de pareceres jurídicos na área do Direito
  • Gerir ações de fiscalização dos trabalhos de montagem, manutenção, inspeção e monitorização da infraestrutura ferroviária de via e geotecnia;
  • Acompanhar a realização de trabalhos assegurados por prestadores de serviços e assegurar ações de fiscalização, manutenção e inspeção de trabalhos e monitorização da infraestrutura de forma a contribuir para o adequado estado de conservação e funcionalidade da infraestrutura, tendo por base os regulamentos e procedimentos estabelecidos;
  • Assegurar que se reúnem as condições para garantir a execução dos trabalhos na infraestrutura, bem como a reposição das condições de disponibilidade e segurança no mais curto espaço de tempo;
  • Analisar processos e métodos, de forma a identificar oportunidades de implementar novos procedimentos e métodos de trabalho numa ótica de melhoria contínua.


Perfil para algumas das vagas (Apanhado geral de oportunidades geralmente encontradas na área):
  • Bons conhecimentos de Direito Administrativo e de Contratação Pública;
  • Inscrição na Ordem dos Advogados;
  • Bons conhecimentos de ferramentas MS Office;
  • Facilidade de comunicação e de trabalho em equipa;
  • Atitude dinâmica e espírito de iniciativa;
  • Bom relacionamento interpessoal;
  • 12º ano de escolaridade;
  • Experiência demonstrada na área de manutenção ferroviária de via (desejável);
  • Conhecimentos de regulamentação de segurança dos trabalhos realizados na infraestrutura ferroviária (Curso de Segurança Ferroviária para chefias intermédias em conformidade com a Instrução de Exploração Técnica nº 77 e Regulamento Geral de Segurança XII – Interdições de Via) (desejável);
  • Conhecimentos de Informática na ótica do utilizador (Outlook, Excel, Word e Powerpoint);
  • Disponibilidade para efetuar deslocações dentro da área geográfica a que se candidata;
  • Disponibilidade para trabalhar em período noturno, fins-de-semana e feriados;
  • Residência na área geográfica de Ermidas do Sado;
  • Carta de Condução (Tipo B);
  • Disponibilidade imediata (preferencial).

Oferecem em algumas das vagas  (Apanhado geral de oportunidades 
geralmente encontradas na área):
  • Integração efetiva nos quadros da empresa;
  • Formação profissional contínua;
  • Benefícios sociais em vigor na empresa.

Esta empresa sucedeu à JAE - Junta Autónoma das Estradas, fundada a 20 de Julho de 1927, e ao IEP - Instituto das Estradas de Portugal, criado a 25 de Junho de 1999.

A Junta Autónoma de Estradas (JAE) foi um organismo com autonomia administrativa e contabilidade própria criada pelo Decreto Lei 13:969, de 20 de Julho de 1927, do Ministério do Comércio e Turismo. Segundo o Decreto Lei, a ele foi atribuída a "construção de modernas pavimentações, a reconstrução das antigas em grandes troços, a reparação e construção das obras de arte mais importantes e o estudo e construção das grandes extensões de estradas que faltam para concluir a rede do Estado".

Em 2002, os três institutos são novamente reestruturados e juntos no Instituto das Estradas de Portugal (IEP), que desde 21 de Dezembro de 2004 deixa de ser um Instituto público e passa a Entidade pública empresarial recebendo a designação de Estradas de Portugal, que em 2015 foi extinta e passa a ser Infrastuturas De Portugal .

Em Portugal, as entidades públicas empresarial (EPE) são um tipo de empresa pública que reveste a forma de pessoa coletiva de direito público, cuja iniciativa da respetiva criação cabe ao Estado para a prossecução de fins postos a seu cargo. Este tipo de empresa pública encontra-se previsto no regime do setor público empresarial (artigos 56.º e seguintes), aprovado pelo Decreto-Lei n.º 133/2013, de 3 de Outubro, e distingue-se do outro tipo de empresa pública contemplado neste regime, as empresas públicas sob forma societária, ou seja, as organizações empresarias constituídas sob a forma de sociedade de responsabilidade limitada nos termos da lei comercial, nas quais o Estado ou outras entidades públicas possam exercer, isolada ou conjuntamente, de forma direta ou indireta, influência dominante. Poderá consultar as oportunidades no site oficial desta empresa, ou alternativamente aqui.





Partilhe para ajudar quem precisa!

Partilhar no FacebookPartilhar no Twitter

IMPORTANTE: Todas as informações presentes neste anúncio são verdadeiras à data da publicação do anúncio. Informamos que as mesmas podem ter sofrido alterações.