Grupo SONAE procura colaboradores em várias áreas do 9º ano ao ensino superior

É o maior empregador privado em Portugal, contando com um total de colaboradores superior aos 50 mil.


A Sonae integra a lista das 250 maiores retalhistas do mundo, de acordo com o relatório Global Powers of Retailing, realizado pela Deloitte e a revista norte-americana Stores. Foi ainda considerada uma das empresas portuguesas com maior valor reputacional relativo, em função do enterprise value, com 71%.

Em 2017, a Associação Internacional de MBAs (AMBA) reconheceu a Sonae como a melhor empresa do mundo para estudantes de MBA (Master of Business Administration), com a distinção "MBA Employer". Foi também considerada a terceira empresa preferida pelos universitários portugueses para trabalhar, segundo o ranking das empresas mais atrativas de Portugal, realizado pela Spark Agency e pela Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho, de 2017.

A Sonae foi criada em 1959, pelo empresário, banqueiro e mecenas, natural de Arouca, Afonso Pinto de Magalhães.

O grupo empresarial teve origem na Sociedade Nacional de Estratificados, companhia industrial que operava na área das madeiras processadas, mais especificamente, na produção de painéis laminados decorativos de alta-pressão. Durante as duas primeiras décadas de existência, a Sonae manteve-se como uma PME (pequena-média empresa).

Afonso Pinto de Magalhães, também fundador do Banco Pinto Magalhães, colocou Fábio Lemos no controlo da Sonae nos anos turbulentos após a Revolução dos Cravos. Nesse período, a empresa foi nacionalizada e depois reprivatizada.

Em 1982, Afonso Pinto de Magalhães, oferece 16% da Sonae a Belmiro de Azevedo, que havia sido admitido na Sonae em 1965. Após o falecimento do fundador, Belmiro de Azevedo atinge a maioria do capital, com 54,6%, assumindo o controlo da empresa.


Oferecem em algumas vagas:
  • Ambiente dinâmico, proativo, seguro e estável;
  • Cultura de meritocracia;
  • Formação inicial e contínua;
  • Benefícios e vantagens exclusivos a colaboradores Sonae;
  • Possibilidade de progressão numa das empresas de maior renome em Portugal;

Requisitos em algumas oportunidades:
  • Apetência Comercial;
  • Capacidade de Comunicação;
  • Capacidade de Organização;
  • Gosto de trabalhar em equipa;


Em março de 2015, Belmiro de Azevedo anunciou a saída de chairman da Sonae. Paulo de Azevedo foi escolhido para chairman e CEO do grupo Sonae, repartindo a presidência da comissão executiva com Ângelo Paupério, que até aqui era vice-presidente da Sonae.

Em 2019, Cláudia Azevedo é eleita presidente executiva da Sonae pela maior empresa acionista do grupo, a Efanor. A filha de Belmiro de Azevedo iniciou funções em maio de 2019, substituindo os co-CEOs do grupo, Paulo Azevedo e Ângelo Paupério. 

Anualmente, a Sonae publica o seu Relatório de Sustentabilidade, onde disponibiliza informação sobre iniciativas, projetos e respetivo impacto. Em 2017, a Sonae envolveu 1617 voluntários em iniciativas de sustentabilidade num total de 1400 instituições apoiadas e 7233 horas de voluntariado. O documento divide-se em 5 áreas de atuação: O Impulso dos Nossos Negócios e Produtos, O Impulso das Nossas Pessoas, O Impulso dos Nossos Fornecedores e Parceiros, O Impulso das Nossas Comunidades, O Impulso do Nosso Planeta.

Pode consultar todas as vagas que se encontram disponíveis para este grupo na sua página de recrutamento oficial, ou alternativamente aqui.





Partilhe para ajudar quem precisa!

Partilhar no FacebookPartilhar no Twitter

IMPORTANTE: Todas as informações presentes neste anúncio são verdadeiras à data da publicação do anúncio. Informamos que as mesmas podem ter sofrido alterações.